NOVO preço da gasolina assusta brasileiros

Nos últimos anos os brasileiros vivenciam diversas alterações no preço da gasolina. O combustível já passou por aumentos e diminuições em seu preço. Fazendo com que, muitas vezes, os postos de combustíveis ficassem congestionados. Afinal, a gasolina é essencial para que grande parte dos veículos funcione. Agora, o preço médio chega a R$5,05 e alta […]

NOVO preço da gasolina assusta brasileiros

Nos últimos anos os brasileiros vivenciam diversas alterações no preço da gasolina. O combustível já passou por aumentos e diminuições em seu preço. Fazendo com que, muitas vezes, os postos de combustíveis ficassem congestionados. Afinal, a gasolina é essencial para que grande parte dos veículos funcione. Agora, o preço médio chega a R$5,05 e alta continua.

No dia 2 de outubro de 2022, o litro de gasolina chegou a valer R$ 4,79. A partir de então, esse combustível acumula uma alta de 5,4% nas bombas, ainda que a Petrobras não tenha realizado ajustes. Dessa forma, já é a 6º semana seguida que a gasolina tem aumento de preço. Permanecendo acima dos cinco reais por litro, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo. Por isso, veja abaixo tudo o que você precisa saber sobre o aumento do preço do combustível.

Preço médio da gasolina chega a R$5,05 e alta continua

A gasolina é um dos combustíveis mais utilizados nos veículos do Brasil. Além disso, grande parte desse produto comercializado no país é transportada utilizando o modelo rodoviário, por meio de caminhões. Sendo assim, o aumento do preço do combustível afeta não somente as pessoas que possuem veículos que dependem dela. Na realidade, impacta toda a população. Uma vez que com o aumento do preço da gasolina, o preço dos alimentos também aumenta.

No mês de novembro, entre os dias 13 e 19, a média de aumento do preço do combustível por litro subiu 0,6%. Ou seja, o litro da gasolina passou de R$5,02 para R$5,05 em uma semana. Isso caracteriza o 6º aumento consecutivo no preço. Mesmo que a Petrobras ainda mantenha o mesmo valor em suas refinarias há mais de oitenta e três dias. A propósito, o aumento de preço ocorre desde o dia 02 de outubro, em que o litro da gasolina passou a valer R$4,79. A partir dessa data, houve um acúmulo de 5,4% do valor nas bombas.

Por que o preço médio da gasolina aumentou?

Você deve se questiona por que a gasolina aumentou de valor, não é mesmo? Bom, a alta nos preços que ocorreram recentemente têm relação com o aumento nos preços do etanol anidro. Pois, esse produto é responsável por compor a mistura da gasolina em 27%. Houve uma semana em que o litro desse biocombustível sofreu uma queda de 0,73%, passando a valer R$3,27. No entanto, nas últimas 10 semanas, esse valor acumulou um aumento de 15,2%, que reflete no preço final da gasolina.

Alguns fatores que também interferiram no aumento do preço da gasolina foram os aumentos que as refinarias privadas, varejistas e importadores fizeram. No entanto, uma grande refinaria totalmente privada reduziu os preços há aproximadamente 3 semanas – a saber, a refinaria de Mataripe (BA). Este estabelecimento é responsável por produzir 14% da gasolina nacional.

E as reduções feitas anteriormente?

Há alguns meses o valor do preço da gasolina sofreu uma queda bastante significativa. Inclusive, esse foi uma dos argumentos utilizados na campanha à reeleição do atual presidente Jair Bolsonaro. Em junho, o preço médio do litro de gasolina chegou a valer R$7,39. Feito isso, o valor começou a abaixar, uma vez que o governo realizou uma redução nos impostos tanto estaduais quanto federais. Assim, houve 4 diminuições no preço do produto nas refinarias da Petrobras.

Essa medida adotada pelo presidente fez com que o preço do combustível diminuísse em até 35%. No entanto, com o aumento das cotações internacionais relacionadas ao petróleo e derivados, a Petrobras não teve espaço para reduzir o valor. Consequentemente, tendo que aumentar o preço do combustível entre o 1º e 2º turno das eleições presidenciais.

Diesel

Na semana entre dos dias 13 e 19 de novembro o valor do diesel S10 sofreu uma queda de 0,3%. Pois o valor do litro de diesel foi de R$6,71 para R$6,69. Algumas semanas antes, entre junho e outubro, o diesel S10 sofreu diversas reduções em seu preço. Isso ocorreu porque o ICMS sobre combustíveis foi reduzido.

No entanto, com o aumento das cotações internacionais, não houve espaço para reduzir os preços. As refinarias privadas, especialmente, observaram à risca as cotações internacionais, fazendo com que o preço de comercialização sofresse um aumento. Nas últimas semanas, empresas, como a Acelen, vêm reduzindo os preços. Por isso, os preços têm grande variação.

Sendo assim, o ideal é esperar e saber como serão as próximas cotações e ver qual será a próxima variação de preço da gasolina.

Avalie o Texto.