Passos para montar um planejamento financeiro pessoal

Em tempos de crise, e mesmo fora desses tempos, é sempre bom ter um planejamento financeiro para cuidar bem do seu dinheiro, pois, dinheiro pode não trazer felicidade no final das contas, mas ele evita muitas dores de cabeça que a pessoa possa vir a ter.

Jul 14, 2021 - 05:43
Jul 14, 2021 - 05:41
 0  30
Passos para montar um planejamento financeiro pessoal
Passos para montar um planejamento financeiro pessoal

Passos para montar um planejamento financeiro pessoal

Introdução

Em tempos de crise, e mesmo fora desses tempos, é sempre bom ter um planejamento financeiro para cuidar bem do seu dinheiro, pois, dinheiro pode não trazer felicidade no final das contas, mas ele evita muitas dores de cabeça que a pessoa possa vir a ter.

Desse modo, serão mostrados no decorrer deste artigo alguns passos para que o leitor possa montar um planejamento financeiro e, assim, conseguir gerir sua vida financeira de uma maneira mais saudável.

 Passos para criar um planejamento financeiro

Primeiramente, é importante dizer para que serve um planejamento financeiro. Ele é uma ferramenta que auxilia na tomada de decisões, planejar uma linha de chegada para um objetivo e organizar suas ações para alcançar determinadas metas financeiras.

Esclarecido esse aspecto, entra-se agora no planejamento propriamente dito. O primeiro passo para ter um planejamento financeiro eficiente é fazer uma listagem de todo o dinheiro que entra e de todo o dinheiro que sai para que você possa identificar gastos supérfluos ou desnecessários. Para realizar isso, você pode se valer de uma planilha no computador, existem modelos prontos na internet voltados para isso caso você se interesse, ou de algum aplicativo no celular que facilite o processo de escrituração das suas contas.

Após isso, é preciso realizar uma importante conversa consigo mesmo, um momento introspectivo que permita a você a ciência do seu padrão de vida. De nada adianta você querer ter um padrão de vida acima da sua capacidade de mantê-lo com sua renda atual, pois você só acabará gerando dívida atrás de dívida e, portanto, um problema que será difícil resolver quanto mais o tempo se alongar. É necessário humildade e controle nessa fase do planejamento para que você saiba que você não pode ter determinados tipos de gastos com o que você ganha atualmente, ainda.

E, falando nisso, uma etapa de educação financeira é vital para que sua saúde financeira esteja em dia. Busque conhecimento nessa área, não precisa ser nada muito complexo e aprofundado. O importante aqui é que você entenda um pouco mais sobre como gerir o seu dinheiro para que ele não só deixe de te dar dor de cabeça, mas também que passe a trabalhar para você. O ditado “dinheiro atrai dinheiro” é bem verdadeiro quando pensamos em juros compostos.

Além disso, sabemos que, ainda mais no momento que vivemos, está difícil ter dinheiro para comprar itens básicos de alimentação, mas, se você tem essa capacidade, considere economizar um pouco do seu dinheiro mês a mês para que você possa investi-lo e fazê-lo render cada vez mais. A economia de dinheiro, possibilitando a criação de reservas financeiras, é um passo vital para a realização da sua independência financeira. Grandes empresários defendem a importância de se economizar dinheiro e é por isso que muitos deles, como Mark Zuckerberg, criador do Facebook, ou Bill Gates, criador da Microsoft, não gastam com coisas que eles consideram extravagantes, como carros extremamente caros ou roupas de grife. Eles adotam o conceito de simplicidade para as suas vidas financeiras e, portanto, para as suas vidas pessoais.

Uma regra que muitos especialistas aconselham é o esquema 60-20-20, onde 60% dos seus gastos deveriam ser voltados para os seus gastos mensais, como moradia e alimentação. 20% seriam para gastos de longo prazo, como financiamento de carro e os outros 20% seriam destinados a investimentos para criação de reservas. Dessa forma, se você ganha, por exemplo, R$ 10.000, R$ 6.000 seriam destinados ao seu padrão de vida, R$ 2.000 para financiamentos de longo prazo e os outros R$ 2.000 para investimentos/criação de reservas.

Uma pequena explicação sobre reserva de emergência. Reserva de emergência é uma reserva destinada a suportar despesas mensais durante um determinado período quando a pessoa ou empresa sofre uma queda repentina da sua renda ou quando tem suas despesas elevadas de maneira inusitada. Portanto, a reserva de emergência é um método de planejamento financeiro que todas as pessoas deveriam ter de acordo com especialistas. Porém, ressalvas precisam ser feitas. Para que uma reserva como essa seja criada, é necessário, primeiro, avaliar a própria vida financeira. Há despesas supérfluas que estão consumindo o meu orçamento? Posso poupar agora para ter uma estabilidade financeira maior no futuro? Essa são algumas perguntas que a pessoa deve fazer a si mesmo para que ela possa estar com uma vida financeira saudável e, assim, começar a ver seu dinheiro trabalhando a favor dela.

Feito isso, muitos aconselham que o processo de aumentar a reserva de emergência seja automatizado. Isso quer dizer que o investidor deveria, assim que receber seu salário, fazer com que parte do dinheiro seja transferido automaticamente para a reserva de emergência. Dessa maneira, o investidor não fica tentado a ter um gasto a mais no mês ao ver que sobrou algum dinheiro em sua conta. Além disso, deixar dinheiro parado na conta corrente é imprudente na maioria dos casos, o ideal é sempre fazer com que o dinheiro esteja tendo algum tipo de rendimento.

Por fim, para a plena implementação do seu planejamento financeiro seja efetivada, os objetivos a serem alcançados precisam estar claros para que metas e estratégias possam ser traçadas para alcançá-los. Qual a sua meta no longo prazo, é ter dinheiro suficiente para comprar uma casa dos sonhos, uma viagem, um carro? Essas metas levam tempo e planejamento para que possam sair do papel. Desse modo, quanto mais bem organizada sua vida financeira está, é possível dizer que mais perto os seus sonhos estão de saírem do mundo das ideias e aterrissarem no mundo real.

Considerações finais

Foram elencados alguns passos para a criação de um planejamento financeiro além da importância desse planejamento para a saúde financeira das pessoas. A utilização dessa e de outras ferramentas é vista como importante para a independência financeira e, por consequência, para a melhora do padrão de vida, porque uma vida financeira saudável e organizada permite uma melhora na qualidade de vida daqueles que levam esses princípios para as suas vidas.

MoneyGuru Dinheiro.co - Informações sobre Economia, Dinheiro, Investimentos, Mundo e Tecnologia.